sábado, 21 de julho de 2007

Como serão as interpretações de um psicanálista sendo análisadas por alguém que o analisa? Um espiral ou um cículo? Afunda! Afunda!!!

3 comentários:

Rcesar disse...

Querido Sam,
otimo o seu comentario sobre o surface e as diferentes maos! Escuta, gostaria de convida-lo a ser leitor do outro blog. poderia me enviar seu email para o email r.cesarATsheffield.ac.uk? Um abracao!

Marina Fonseca disse...

Não afunda, não. Toma uma mão - que certamente virá com olhos faminhos, mas uma boca com a dosimetria dos dizeres - a te salvar.

Espirais ou círculos, não deixa de ser um cuidado recíproco. Uma atenção voltada a quem precisa, na certeza de um dia também precisar. E que falemos, nós terapeutas, aos quatro ventos! Que gritemos todas as angústias de sermos vistos sempre como estátuas, modelos de. Gritemos e nos encontramos. Aqui ou ali, com a certeza da mão e da dosimetria, sempre...

Marina Fonseca disse...

ô sam... não é nem um, nem outro. Eu apenas sinto o que os outros só podem ler... Estranho, né? =)